Assembleias Vicariais

Assembleias Vicariais

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Missa de acolhida do novo cardeal será no dia 25 de fevereiro

Há cerca de um mês, no dia 12 de janeiro, os fiéis da Arquidiocese do Rio receberam a notícia da nomeação cardinalícia do arcebispo. A celebração que o criará cardeal será no próximo dia 22 de fevereiro, no Vaticano, pelas mãos do Papa Francisco. Mais 18 prelados de diversos países receberão o título.
Após cumprir uma extensa agenda de atividades no Vaticano, Dom Orani chegará à Cidade Maravilhosa na manhã de 25 de fevereiro. No mesmo dia, toda arquidiocese é convidada a render graças a Deus participando da Santa Missa, às 18h, na Catedral de São Sebastião.
A concentração está marcada para às 17h45 na porta da Catedral, onde o arcebispo será recepcionado pelo governo arquidiocesano: bispos auxiliares, cabido metropolitano e vigários episcopais. Antes da celebração, haverá um momento de meditação mariana.
A mobilização tem sido geral para que todos os membros do clero e representatividades pastorais da arquidiocese participem deste momento único de agradecimento a Deus e homenagens ao novo cardeal brasileiro.
Todos os segmentos da sociedade foram comunicados sobre o evento, e muitos já confirmaram sua adesão. A Federação Islâmica, a comunidade judaica, Igrejas irmãs cristãs e autoridades civis, militares, políticas e consulares já firmaram que estarão presentes.

Uma Igreja de tradição
Segundo o chefe de gabinete do arcebispo, padre Márcio Sérgio Oliveira de Queiróz, é comum que toda vez em que o arcebispo recebe um título seja feita uma homenagem de acolhida. Por isso, toda arquidiocese se prepara para participar deste momento celebrativo.
“O Rio de Janeiro foi a primeira sede cardinalícia da América Latina, o que criou uma tradição de termos sempre um arcebispo que venha ser criado cardeal. E podemos ver que a cada momento em que isso aconteceu foi razão de grande festa para a Igreja”, afirmou.

Homenagens ao Cardeal
Após a chegada ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Cardeal Tempesta seguirá em direção à Igreja Cristo Redentor, na Avenida Brasil, 4947, em Bonsucesso. No local, será feita uma cerimônia de acolhida, com momentos de orações e bênçãos. Consta na programação que será entregue um presente à comunidade das Missionárias da Caridade (Congregação fundada por Madre Teresa de Calcutá), por causa da ligação direta com atividades ligadas à caridade.
“O arcebispo quis que sua primeira visita oficial na arquidiocese fosse a uma obra social. Não só pelo próprio espírito que hoje nos convida a viver isso, mas pelo Ano da Caridade que a arquidiocese está vivendo”, frisou.
A capela pertence à Paróquia Nossa Senhora do Bonsucesso de Inhaúma, em Bonsucesso.

Grande missão
Conhecido como “incansável” por se fazer presente em grande parte dos eventos que acontecem no território da Arquidiocese do Rio, Dom Orani terá novas funções e missões junto ao Pontífice no governo da Igreja.
Para o padre Márcio, com a nomeação, a Igreja do Rio acolheu o novo desafio de Dom Orani como um verdadeiro presente, sendo Dom Orani o primeiro arcebispo brasileiro a receber o título no pontificado do Papa Francisco.
“O arcebispo passa de uma missão que é própria de uma Igreja particular para ter um olhar para a Igreja universal, começando a colaborar mais estreitamente com o Santo Padre. E saber que Dom Orani agora tem essa responsabilidade é uma grande alegria para o povo brasileiro, que se sente corresponsável por isso”, salientou. 

Fonte: arqrio.org