Assembleias Vicariais

Assembleias Vicariais

quinta-feira, 13 de março de 2014

Papa Francisco faz hoje 1 ano de pontificado

O primeiro aniversário da eleição do Papa Francisco à Cátedra de Pedro é comemorado nesta quinta-feira, 13 de março. Entre os fatos marcantes do pontificado estão a visita ao Rio de Janeiro durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), a viagem a Lampedusa, a criação do grupo de oito cardeais, seus apelos contra a guerra na Síria e a Exortação Evangelii Gaudium.
O jesuíta padre José Carlos Brandi Aleixo, professor emérito da Universidade de Brasília, destacou que a 28ª Jornada Mundial da Juventude foi um imprescindível principalmente para os brasileiros.
Outro aspecto importante do pontificado foi a viagem que ele fez à ilha italiana de Lampedusa, uma das periferias geográficas e existenciais de nosso tempo. “Esta ilha acolhe milhares de imigrantes, então ele demonstrou seu carinho, seu apreço e sua dor pelos sofrimentos que padecem aquelas pessoas que saem de condições difíceis na busca de melhores condições de trabalho, sendo que muitas vezes falecem nessa viagem”, destacou o padre.
O padre ressalta também o tema da campanha da fraternidade sobre o tráfico de seres humanos. O Papa criou uma comissão, que se reuniu nos primeiros dias de novembro de 2013. “Também creio que a preocupação do Papa em relação à guerra civil na Síria demonstra a sua preocupação pela paz e seu empenho em atenuar as consequências daquela guerra e o seu esforço e suas orações no sentido que se encontre o mais cedo possível uma solução para este conflito tão prejudicial e tão preocupante”, disse.
Outro ponto alto foi a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium – a alegria do Evangelho – sobre o anúncio do Evangelho no mundo atual.  “Ele aborda diversos aspectos do Evangelho, enfatizando a alegria que deve ser uma característica de todos os cristãos. A própria palavra Evangelho significa Boa Nova, motivo de satisfação, de alegria, de contentamento para nós”, ressaltou.
Além disso, o padre destacou a Comissão criada de oito cardeais para a promoção das reformas que sejam convenientes e necessárias para melhorar a administração da Igreja no sentido de beneficiar um número maior de pessoas e entidades que precisam de ajuda. “O pontificado do papa Francisco enfatiza muito a ideia da misericórdia. Nós temos que ser misericordiosos, compreender o sofrimento dos outros e, ao mesmo tempo, alegres”, completou.

Determinação
Entre as pessoas que acompanharam de perto o Santo Padre nesses doze meses está seu secretário particular, Mons. Alfred Xuereb, natural de Malta e recentemente nomeado pelo Papa como secretário-geral da Secretaria para a Economia.
Mons. Xuereb recorda este primeiro ano com Francisco. De acordo com ele, o que mais impressiona é a determinação do Santo Padre. “Uma convicção que estou certo lhe vem do Alto, porque é um homem profundamente espiritual que busca na oração a inspiração de Deus”, disse.
O Papa Francisco é incansável em seus encontros, nas audiências e também na Casa Santa Marta, segundo Mons. Xuereb. “Acredite, ele não perde sequer um minuto! Trabalha incansavelmente. E quando sente a necessidade de fazer uma pausa, não é que fecha os olhos e não faz nada: senta e reza o Terço”. Depois disso, retoma o trabalho.
O Papa atende todas as pessoas com atenção. Dedica-se à meditação logo cedo, pela manhã, preparando também a homilia da Missa na Santa Marta. Depois, escreve cartas, faz ligações, saúda as pessoas que encontra e se informa sobre suas famílias.

Fonte: arqrio.org